“Choro Dentro de Casa” celebra a música popular brasileira no Sesc São Caetano

Grandes grupos contam histórias, fazem homenagens, apresentam composições e interpretam grandes artistas no projeto “Choro Dentro de Casa”

Foto: Divulgação “Tantos 4” 

O choro pode ser considerado um dos gêneros mais prestigiados da música popular nacional, reconhecido em excelência e requinte. Sabendo disso o Sesc São Caetano mantem a tradição do choro nas sextas 14 e 28 de abril, a partir das 20h, com o projeto “Choro Dentro de Casa” onde a cada apresentação, projetos musicais contam histórias, apresentam novas composições, interpretam e realizam um tributo a personalidades do chorinho, como Pixinguinha, Jacó do Bandolim e Chiquinha Gonzaga. As apresentações são abertas ao público geral, e com venda de ingressos pela rede SescSP.

As apresentações terão início nesta sexta (14) com “Elas no Choro”, um projeto criado pelo Clube do Choro de São Paulo para apresentar a efervescência da cena feminina do gênero na capital paulista. Como resultado da grande inquietação de diversos chorões e choronas de toda a cidade, o Clube do Choro de São Paulo, ressurge em agosto de 2015 a partir da união de mais de 300 músicos atuantes dentro do cenário paulistano. As rodas de chorinho do Clube se tornaram um ponto de referência para o público e para os músicos da cidade. Já tocaram na roda mais de 200 músicos, de todas as idades e regiões de São Paulo. Transformou-se também em referência turística para estrangeiros que buscavam música genuinamente brasileira.

O grupo de Santo André, “Tantos 4”, se apresenta dia 28, e remodela algumas das obras mais conhecidas do Pixinguinha com novos arranjos, trazem novas sonoridades para as músicas do mestre do choro e também relembra algumas histórias sobre essas composições. Pixinguinha foi o maior nome do choro e merece ser homenageado e ter sua história de vida contada.

Em um show baseado na pesquisa científica de Vinicius Paludetti e André Serrano, junto com materiais, biografias, documentos, cartas e gravações, o grupo traz ao palco, composições não muito conhecidas no formato de roda de choro “padrão” e exploram alguns choros cantados e sambas, e muitas melodias das mais conhecidas da música brasileira.


SERVIÇO: 


Sesc São Caetano

Dias: 14 e 28 de Abril  

Duração: 60 minutos 

Recomendação etária: a partir de 12 anos 

Retirada de ingressos na Rede Sesc 

Redação SambaNews

Compartilhe com os amigos:

Acompanhe nossas redes

Mais Populares

Scroll to Top