Pagode do Atestado

Quem acha que segunda-feira não é dia de samba, está enganado. Conheça o Pagode do Atestado e veja porque todo dia é dia da alegria. O samba pelo samba, do jeito que o rei mandou…

O Pagode do Atestado, oriundo do G.R.M.R.C. Bate Fundo, nasceu num bate papo entre Francis Gabriel e Marco Antonio “Bambino”. Os fundadores queriam uma roda de samba autêntica, diferente de todas as que já existiam. Para eles, a roda tinha que ter uma estrutura musical diferente e comidas típicas, além do resgate dos costumes e valores do samba. 

Para dar certo, os fundadores uniram forças e cada um, dentro da sua experiência, trabalhou para o projeto ser um sucesso. Francis Gabriel, paulistano, músico, fundador e idealizador do Bate Fundo, influenciado por suas raízes cariocas e baianas, ingressou na música ainda muito novo tocando percussão e cavaquinho. Sua formação musical teve grande influência de Chapinha, renomado sambista da escola de samba Vai-Vai e um dos fundadores do Samba da Vela. Marco Antonio, o “Bambino”, nasceu carioca, mas se considera paulistano de coração e por “gratidão”. Acumula em seu currículo algumas funções: produtor cultural, cozinheiro, marqueteiro, sambista e, atualmente, faz parte do quadro de diretores da escola de samba Camisa Verde e Branco.

Marco Bambino e Francis Gabriel
Marco 'Bambino" e Francis Gabriel

A escolha do dia da roda é um diferencial. Por ser em plena tarde de segunda-feira, a ideia irreverente de colocar a palavra atestado no nome, caiu como uma luva. Com sede fixa no Grêmio Recreativo Movimento de Resistência Cultural Bate Fundo, o Pagode do Atestado conta com a participação e interação intensa do público. Não tem como não se sentir parte da roda de samba! O vasto repertório é curtido em companhia da caipirinha de seriguela com pitu. E para agradar ainda mais os frequentadores, a entrada é gratuita e a costela de bafo e o baião de dois, feito na manteiga de garrafa, também!

Formação

O Pagode do Atestado é formado por músicos instrumentistas, cantores e compositores, uma nova geração de sambistas que levantam e defendem a bandeira do nosso bom e velho samba. São banjos, pandeiros, tantans, repiques de mão, tamborins, violão de 7 cordas, cavaquinho… uma roda acústica com a participação do público, marcando na palma da mão.

Em tempos de quarentena

Desde março deste ano, todos os eventos artísticos e culturais, em São Paulo, e também nos outros estados, estão suspensos. A medida foi adotada para evitar a aglomeração do público, uma maneira de tentar conter o avanço do novo Coronavírus. Diante da situação, as rodas de samba estão sem previsão de retorno presencial.

Enquanto isso, para não deixar os amantes do samba totalmente órfãos, o Pagode do Atestado tem organizados lives, transmitidas em suas redes sociais. Para não perder nenhuma delas, clique aqui e acompanhe a nossa agenda!

Serviço

Pagode do Atestado

  • Quando – Todas as segundas-feiras
  • Horário – Das 16h00 às 23h00
  • Onde – Rua Igara Paraná, 37-A – Interlagos – São Paulo/SP
Quer saber mais sobre o Pagode do Atestado? Acesse as redes sociais:

Fernanda Oening

Jornalista e produtora. Editora do SambaNews. Paulistana, nascida e criada na Barra Funda, bairro onde conheceu um amor pra vida inteira: Camisa Verde e Branco. Foi passista e destaque da escola por anos. Não dispensa uma boa roda de samba!

Compartilhe com os amigos:

Acompanhe nossas redes

Mais Populares

Scroll to Top