Entrevista especial: REVELAÇÃO

Indicado ao Prêmio da Música Brasileira 2023, como melhor grupo de samba, Revelação já soma quase 30 anos de carreira

O Revelação iniciou sua carreira no ano de 1994, no subúrbio do Rio de Janeiro. O lançamento do grupo no mercado fonográfico aconteceu em 1997 através do produtor musical Bira Haway. Em 1999, contratado pela gravadora BMG Brasil, lançou dois álbuns: “Revelação” e “Virou Religião”. Já pela Deck Disc, em 2001, lançou o álbum “Ao Vivo No Olimpo” que ficou marcado pelo repertório de releituras de clássicos do samba e algumas obras inéditas, chegando a marca de mais de 800 mil cópias de CDs vendidos, colocando o grupo entre os grandes artistas nacionais.

Atualmente, o grupo que já teve Xande de Pilares como vocalista, é formado por Artur Luís (reco reco), Jhonatan Alexandre (cavaco/vocal), Beto Lima (violão), Mauro Junior (banjo), Rogerinho (tan-tan) e Sergio Rufino (pandeiro)Em entrevista exclusiva ao SambaNews, Mauro Junior falou da trajetória do Revelação, as inspirações e sobre os novos projeto do grupo.

ENTREVISTA

Como foi o seu começo na música?

Venho do subúrbio do Rio, onde as pessoas fazem festa na calçada por qualquer motivo. Onde eu morava a gente fazia pagode na beira do campo e ali me apaixonei pelo samba e fui em busca de me envolver na música.

O Revelação é um grupo de sucesso e teve como vocalista um dos maiores cantores da atualidade, o Xande de Pilares. Como foi para vocês a saída dele e o que fez com que continuassem na estrada?

Toda saída de cantor é difícil pra quem fica. Tivemos momentos turbulentos, mas sempre acreditamos que a marca é maior que qualquer integrante. O Revelação nunca foi só o cantor. Continuar na estrada era uma obrigação por conta de tantos fãs espalhados por todo o mundo.

Quem foi inspiração para vocês? Tem algum padrinho que ajudou no começo? E como lida com o fato de, também, ser inspiração para tantos outros artistas?

Nossa inspiração foram todos aqueles que lutaram para que o samba tivesse um espaço na mídia da época. Em nossa caminhada muitas pessoas nos ajudaram e se eu citar posso esquecer alguém. Ser referência te dá orgulho de um trabalho bem feito. É muito gratificante escutar que você inspirou alguém.

Hoje com as plataformas digitais, é tudo muito rápido. Como vocês enxergam essa nova era na música e como fazem para manter a visibilidade do trabalho? 

Acho que hoje tudo ficou muito descartável e acho, também, que isso logo logo vai mudar. Tudo muito novo e a ansiedade está consumindo o mercado e o ouvinte. Em nosso trabalho procuramos fazer com que a nossa música seja digerida por completo como se fazia antigamente. 

Qual conselho daria para quem está começando agora?

Trabalhar muito e acreditar sempre. Tudo tem sua hora.

Quais os novos projetos do grupo Revelação?

Estamos finalizando o Revela Samba Beach 2, com o lado B do Revelação. Logo teremos muita novidade.

Fernanda Oening

Jornalista e produtora. Editora do SambaNews. Paulistana, nascida e criada na Barra Funda, bairro onde conheceu um amor pra vida inteira: Camisa Verde e Branco. Foi passista e destaque da escola por anos. Não dispensa uma boa roda de samba!

Compartilhe com os amigos:

Acompanhe nossas redes

Mais Populares

Scroll to Top