Escolas de Samba SP - Dom Bosco de Itaquera

Ficha Técnica

Fundação: 05/02/2000

Cores oficiais: 
azul, amarelo e branco

Presidente: 
Rosalvino Morán Vinãyo

Carnavalesco: 
Danilo Dantas

Mestre de Bateria: 
Mestre Bola

Primeiro casal de mestre-sala e porta-bandeira: 
Leonardo Henrique e Mariana Vieira

Diretor de Carnaval: 
Danilo Dantas

Diretor de Harmonia: 
Dimas Antunes

Rainha da Bateria: 
Mayra Barbosa

Intérprete: 
Renan Biier

Coreógrafa da Comissão de Frente: 
Luana Polleti

Enredo de 2020: 
“O Importante É que Emoções Eu Vivi”

Como tudo começou...

O Grêmio foi criado a partir de um diagnóstico de nossa prática social em que muitos jovens, que eram e são a nossa missão primordial, não se aproximavam das diversas ofertas socioeducativas que tínhamos, por não se encontrarem nas propostas apresentadas ou terem dificuldades de assimilarem e seguirem regras necessárias para o bom convívio. Constatando que o tráfico e o crime organizado avançavam e tentavam de todas as maneiras atrair esta imensa juventude da periferia para seus quadros, a direção da Obra percebeu que o samba e tudo o que o envolvia era um grande agregador positivo deste público.

Assim, criamos inicialmente um bloco, denominado pela comunidade de “Bloco do Padre”. Este bloco foi aos poucos ganhando forma e tamanho, transformando-se numa escola de samba e galgando, aos poucos, os títulos necessários para chegar ao grupo de Acesso II do Carnaval paulistano.

O caminho trilhado nesta escolha não é uma invenção de agora, está na origem de nossa ação social, pois no século XIX, quando Dom Bosco percebeu, desde criança, que sua missão era com a juventude excluída e que para atraí-la para o bem, deveria gostar do que ela gostava e assim, utilizou da música, da dança, do teatro, da mágica e do malabarismo para atingir seus objetivos. Ao tornar-se padre, dedicou toda sua vida e missão à juventude abandonada. Pelas mãos dos próprios jovens que formou, espalhou esta maneira de educar por 134 países e já existe há quase duzentos anos.

Em Itaquera, esta história não é diferente. Os salesianos e salesianas, sucessores de Dom Bosco, mantém vivo o seu carisma há 38 anos e acreditam que somente o trabalho constante e dedicado à juventude, incluindo suas famílias, é capaz de transformar uma sociedade. Como dizia o saudoso educador brasileiro Paulo Freire, reconhecido internacionalmente, “a educação não é a chave da transformação do mundo, mas toda transformação é um quefazer educativo”.

A Obra Social Dom Bosco em 38 anos atendeu quase 400 mil pessoas, realizou mais de 27 milhões de atendimentos e serviu mais de 55 milhões de refeições em diversos serviços e programas.

Desta forma, mantemos o que motivou nossa criação e reafirmamos o porquê de estarmos no mundo do samba, assumindo nosso diferencial que é “um ambiente familiar e educacional”, sem deixar de lado toda a magia cultural do samba, como meio de atingir nossos objetivos.

Veja o desfile

Compartilhe

Scroll to Top