Escolas de Samba SP - Escolas de Samba SP - Flôr de Vila Dalila

Ficha Técnica

Fundação: 31/03/1973

Cores oficiais: 
azul, branco, amarelo e vermelho

Presidente: 
Hudson Pinheiro dos Santos

Carnavalesco: 
Diego Tadeu

Mestre de Bateria: 
Wanderson Rodrigues (Mestre Atocha)

Primeiro casal de mestre-sala e porta-bandeira: 
Fabiano Dourado e Simone Costa

Diretores de Carnaval: 
Marcelo Tadeu de Faria e João José Antonio

Diretores de Harmonia: 
Flávio Dagoberto da Costa e Mário Henrique Silva Lemos

Rainha da Bateria: 
Victoria Regina

Intérprete: 
Beto Joia

Coreógrafo da Comissão de Frente: 
Renato Martins Fernandes

Enredo de 2020: 
“No toque do tambor, crença que o tempo não apaga”

Como tudo começou...

A entidade começou num campo de futebol na Zona Leste de São Paulo, com jogadores e torcedores que após as partidas faziam rodas de samba. Entres essas pessoas tinham três amigos: Antonio Carlos Rosa, Osmar e José Roberto. Foi então que nasceu em 31 de março de 1973 na casa do Sr. Antonio Carlos Rosa (o Brandão) nasceu a Escola.

Ela já teve vários nomes: Dama da Noite, Falcão do Morro da Vila Dalila. Depois que se tornou Flor da Vila Dalila, ela começou seus desfiles (em 1974 não participou por motivo de atraso). A escola já esteve quatro vezes no Grupo Especial (1983, 1984, 1986 e 1988).

As cores de seu Pavilhão representam: vermelho (sangue, vida), azul (purificação), amarelo (o ouro) e branco (a paz). 

Veja o desfile

Compartilhe

Scroll to Top