Escolas de Samba SP - Leandro de Itaquera

Ficha Técnica

Fundação: 03/03/1982

Cores oficiais: 
vermelho e branco

Presidente: 
Leandro Alves Martins

Vice-presidente: 
Karin Darling

Carnavalesco: 
Amarildo de Mello

Mestre de Bateria: 
Mestre Pelé

Primeiro casal de mestre-sala e porta-bandeira: 
José Luis e Juliana

Diretor de Carnaval: 
Fabio Flisch (Fabinho)

Diretor de Harmonia: 
Gilson Caetano (Pica-Pau)

Rainha da Bateria: 
Kaluana Luene

Intérprete: 
Juninho Branco

Coreógrafo da Comissão de Frente: 
Fabio Rocha

Enredo de 2020: 
“Das savanas africanas às savanas de Itaquera… – Sou África! Berço do Mundo. Leões de uma força abençoada!”

Como tudo começou...

Itaquera é um dos bairros mais populosos da cidade de São Paulo. Tem cerca de 3 milhões de habitantes e fica na Zona Leste. Sua principal escola de samba, a Leandro de Itaquera, só surgiu em 1982, e graças a Karin, que durante sua festa de aniversário pediu ao seu pai, Leandro Alves Martins (fundador e atual presidente), uma escola de samba como presente. Uma reunião com alguns amigos sambistas foi suficiente para estimular a fundação do Grêmio Recreativo Cultural Escola de Samba Leandro de Itaquera, no dia 03 de março de 1982.

Ficou estabelecido que o Leão seria o símbolo da escola, representando força e liderança e as cores oficiais seriam o vermelho e o branco, com o significado de garra e paz, respectivamente. O povo acolheu a nova entidade que se situou à beira da Estação de Trem de Itaquera.

Aquele “presente” contou com a colaboração de muitas pessoas do bairro, que ajudaram a tocar a ideia. Em 1988, depois de seis anos de sua fundação, a Leandro de Itaquera venceu o Grupo de Acesso e em 1989 fez a sua estreia no Grupo Especial do Carnaval de São Paulo.

O samba “Babalotim” foi interpretado por Eliana de Lima, e a sua bateria foi comandada por Lagrila, um dos grandes nomes entre os ritmistas da cidade. Logo a escola passou a ser mais respeitada pelos sambistas paulistanos e, em 1991, fez a sua melhor apresentação no Grupo Especial com o enredo “Querem Acabar Comigo”, que criticava a exploração das riquezas naturais brasileiras, ficando atrás somente das campeãs Rosas de Ouro e Camisa Verde e Branco e da vice Vai-Vai.

Veja o clipe oficial

Compartilhe

Scroll to Top