Carnaval virtual é real!

Como um game para os fãs de carnaval e preparação de base, a modalidade já revelou grandes talentos que hoje brilham em agremiações

Diante das incertezas sobre a realização dos desfiles de carnaval para o próximo ano, a Liga Independente das Escolas de Samba Virtuais (LIESV), já tem confirmadas as datas dos desfiles, comemora o recorde de inscrições de novas escolas e acrescenta uma nova página em sua história com a chegada da primeira agremiação real de São Paulo, a Mocidade Unida da Mooca (MUM), que já apresentou enredo e se prepara para a estreia na passarela virtual. 

Como uma escola de base do futebol, a LIESV é o nascedouro de grandes talentos do carnaval real. O carnaval virtual nasceu, a partir de um grupo de amigos apaixonados pela maior festa cultural do país, e que tinham vontade de realizar desfiles em telas de computador. desde então, já são quase 20 anos de atividades, muita seriedade e aproximadamente 70 escolas inscritas para desfilar ainda este ano. “Desde que foi fundada, a LIESV tem como objetivo o entretenimento para filiados e amantes do carnaval. Também temos objetivos paralelos que coexistem como o de ser a escola das escolas de samba, ou seja, servir de base para os que desejam seguir uma carreira profissional no carnaval e ensinamos dentro das devidas proporções como se preparar para o carnaval real”, explica João Salles, presidente da entidade. 

Qualquer pessoa pode participar inscrevendo uma escola na LIESV. Todo o processo é realizado no site da entidade, por meio de um formulário. Porém é exigido que a escola tenha um presidente, carnavalesco e intérprete, além de enredo, sinopse, nome, pavilhão e demais dados para compor a ficha técnica como data de fundação, cores, símbolo e cidade onde está sediada. Há hoje escolas de toda a parte do país. Composição e dinâmica, assim como estrutura de uma escola virtual são bem semelhantes as do mundo real. Toda a produção que envolve definição de enredo, pesquisa, estudo, desenho e composição é bem parecida. O que difere é a execução do desfile. 

“Servimos de base para ensinar novos talentos como proceder. Nós ensinamos não só o artístico, mas também de que forma o participante deve se comportar no âmbito profissional e pessoal, ou seja, como deve ser em uma escola de samba respeitando hierarquias e a relação que terá com o presidente ou diretor de carnaval, que atuam diretamente no direcionamento de um projeto”, pontua Salles.

Talentos da LIESV no ‘carnaval real’

Dezenas de profissionais que já acumulam prêmios no carnaval iniciaram no virtual. Entre eles estão Rodrigo Meiners, um dos carnavalescos do Barroca Zona Sul, André Rodrigues, carioca com projetos em Vila Isabel, União da Ilha, no Rio de Janeiro e também projetos nas agremiações paulistanas Mocidade Alegre, Vai-Vai e MUM (onde conquistou título em 2018 e vai disputar o campeonato em 2021). Jorge Silveira, que já assumiu Viradouro e São Clemente, no carnaval carioca, e hoje é carnavalesco na Dragões da Real, também passou pela LIESV. 

Também passaram pelo carnaval virtual, o Yuri Aguiar, que foi projetista do carnavalesco Sidnei França, no Águia de Ouro, campeã deste ano e grandes enredistas como Thiago Morganti, que está no Colorado do Brás, entre outros. 

“Muitas pessoas que já conquistaram títulos iniciaram no carnaval virtual. Há uma sequência de artistas que hoje estão brilhando no carnaval real e que sentimos que são muito gratos porque sempre citam de alguma forma a LIESV em entrevistas e que devem muito do talento ao que aprenderam conosco. Isso nos deixa muito felizes e honrados”, ressalta o presidente. 

Mocidade Unida da Mooca: a primeira paulistana no carnaval virtual

Com o enredo “Metuktire: A saga de um gigante curumim”, assinado por Alberth Barbosa, Beto Monteiro e Luana Araújo, o Grêmio Recreativo Escola de Samba Virtual Mocidade Unida da Mooca anunciou sua entrada e primeiro projeto no carnaval da LIESV.  “Estamos empolgados com o novo projeto da MUM Virtual e espero que possamos colher os frutos. Um projeto onde o principal intuito é revelar e formar talentos. Já formamos a equipe para esse carnaval e estou muito confiante nesse desafio. Que a MUM Virtual faça a nossa comunidade tão feliz como a nossa escola ‘real’”, destaca o Alberto Monteiro, Beto, presidente da agremiação virtual.

Também compõem o projeto, o artista de Parintins, Alberth Barbosa como carnavalesco, além de Gustavo Festa e Julio Brots como intérpretes (ambos já com experiências na defesa de sambas em eliminatórias). Quem sabe esta iniciativa será o ponta-pé inicial para o movimento do real para o virtual? “Isso é reconhecimento e significa muito para nós. A escola viu na LIESV, uma oportunidade para desenvolver as pratas da casa e também de observar talentos do carnaval virtual que ela pode absorver e para o carnaval real. É uma parceria mutua.” 

“A MUM é uma escola parceira, que acredita no trabalho desenvolvido na LIESV e, por este motivo, é a primeira escola de samba de São Paulo, que entra de verdade, no carnaval virtual”, comemora o presidente da entidade.

Os desfiles das escolas virtuais, já têm datas. Para acompanhar, basta acessar as redes sociais da LIESV. Enquanto isso, os melhores momentos de 2019 podem ser acompanhados aqui

Divisão dos grupos

Grupo de Acesso: 14/08/2020 e 15/08/2020

Grupo Especial: 21/08/2020 e 22/08/2020

Apuração: data a definir

Grupo de Acesso: 29/08/2020

Grupo Especial: 05/09/2020

Quer saber mais sobre a LIESV? Acesse as redes sociais:

Mônica Silva

Paulistana, da Freguesia do Ó. Jornalista, assessora de imprensa, especialista em produção editorial para publicações em segmentos diversos. Sempre teve Rosas de Ouro como primeira referência de carnaval. Já desfilou pelo Império de Casa Verde e também frequenta ensaios nas quadras das principais agremiações da zona norte.

Compartilhe com os amigos:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email

Acompanhe nossas redes

Mais Populares

Scroll to Top