Prepare o seu coração: Documentário de Jair Rodrigues chega aos cinemas

Com direção de Rubens Rewald, “Jair Rodrigues: Deixa Que Digam” estreia nesta quinta (27)

Distribuição: Elo Studios

Jair Rodrigues (1939-2014) cantou samba, MPB, rap, sertanejo e era o retrato de um artista brilhante e irreverente. Sorridente e de uma alegria contagiante, fez história no Brasil de uma outra época. “Jair Rodrigues: Deixa Que Digam”, dirigido por Rubens Rewald, chega hoje aos cinemas e promete emocionar o público.

“Dizem que em algum lugar, no Brasil, existe um homem feliz”, frase de Vladimir Maiakovski, encerra o documentário sobre a trajetória do artista que estourou em todo o Brasil no decorrer dos anos 1960, auge da ditadura militar. Nascido em um canavial de Igarapava (SP), em 1939, Jair trabalhou na roça até seus 10 anos. Antes de perseguir o sonho de ser cantor, foi engraxate e alfaiate – chegou a fazer dupla sertaneja com seu irmão, tornando-se “Jair e Jairo”. Mas logo conquistou o país com sua irreverência e potência musical.

“Quando se faz um filme, é importante que a narrativa tenha conflito. Eu tinha como objetivo pesquisar se era um mito ele ser tido como o homem mais feliz do mundo. Queria encontrar uma zona de sombra no personagem. Perguntamos sobre Jair aparentar tristeza e ninguém nunca viu. Era pura alegria. Então, fizemos um longa que mostra a realidade de Jair, essa pessoa que representa um país alegre, otimista, que não existe mais. Representante de um país que se perdeu e está tentando se recuperar”, comenta o diretor Rubens Rewald.

O documentário, distribuído pela Elo Studios, foi exibido no festival É Tudo Verdade, em 2020, e venceu na categoria de Melhor Filme pelo Voto do Público na Mostra XIII Brazilian Film Festival, de Chicago, em 2022. O filme traz imagens de arquivo e entrevistas com personalidades como Rappin’ Hood, Salloma Salomão, Raul Gil, Roberta Miranda, Bruno Baronetti, Hermeto Pascoal, Moisés da Rocha, Armando Pittigliani, Mister Sam, Theo de Barros, Simoninha, Solano Ribeiro, Carlinhos Creck, Paulinho Dafilin, Marcelo Maita, Giba Favery e Zuza Homem de Mello – em um dos últimos registros do musicólogo, falecido em 2020.

Os filhos do cantor, Luciana Mello e Jair Oliveira, seu irmão Jairo Rodrigues e sua esposa, Claudine Rodrigues, também compartilham lembranças vividas ao seu lado. À convite do diretor, Jairzinho interpreta seu pai em diversas passagens importantes e reflexivas do documentário.

“Eu me despedi várias vezes do meu pai à medida que ia regravando as cenas”, disse Jairzinho durante a pré-estreia do filme, que aconteceu na Cinemateca Brasileira, em São Paulo, nesta quarta (26).

Além dos filhos do cantor, artistas, personalidades, amigos e familiares estiveram presentes no evento. A plateia, que lotou a sala de exibição da Cinemateca, se emocionou revendo cenas de Jair Rodrigues apresentando o programa “Fino da Bossa”, ao lado de Elis Regina e sua inesquecível interpretação da música “Disparada”, de Geraldo Vandré e Theo de Barros.

 “Jair Rodrigues: Deixa Que Digam” estreia hoje nos cinemas.

Fernanda Oening

Jornalista e produtora. Editora do SambaNews. Paulistana, nascida e criada na Barra Funda, bairro onde conheceu um amor pra vida inteira: Camisa Verde e Branco. Foi passista e destaque da escola por anos. Não dispensa uma boa roda de samba!

Compartilhe com os amigos:

Acompanhe nossas redes

Mais Populares

Scroll to Top